quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Reabertura do Cine Belas Artes com dinheiro do contribuinte

Péssima notícia para o cinema paulistano nesse início de ano. Refiro-me à infeliz reabertura do Cine Belas Artes por conta e iniciativa da Caixa Econômica Federal. Traduzindo: Com dinheiro do nosso bolso. Só que ninguém me consultou se eu gostaria que esse elefante branco fosse reaberto. Naturalmente que a minha resposta e também da maioria das pessoas que têm um mínimo de juízo seria um sonoro NÃO! Fosse uma iniciativa de empresas privadas vá lá, mas o governo patrocinando cultura não dá!

Os intelectualóides de plantão (leia-se esquerdistas empedernidos) soltaram rojões vermelhos e verdes (verde para quem não sabe é nova cor do comunismo) soltando declarações como esta: “vamos voltar com o mesmo astral, no mesmo ambiente e fazendo um cinema de arte bacana”. Perceberam a profundidade da frase? Fazendo uma livre tradução “cinema de arte bacana” pode significar cinema nacional cabeça. Eu diria cabeça de bagre.


O público cinéfilo terá que engolir os enfadonhos tratados marxistas do escroque Glauber Rocha, um desfile de cineastas brazucas (que fazem o maldito cinema autoral) de quinta categoria com seus chatérrimos filmes sobre perseguição política, ditadura militar e glamurização de marginais, terroristas, maconheiros, favelas, tudo isso e mais um pouco justificado com o título de estética da fome e do feio. 


Estudantes de ciências sociais vestindo camisetas do pária Che Guevara (mas portando seus Iphones, tablets e tênis importados) serão assíduos freqüentadores, além de feministas descoladas, a turma GLBT e hipongas com prazo de validade vencido. Até a turma do rolezinho deve aparecer por lá.


Por que a Caixa Econômica Federal ao invés de patrocinar esse elefante branco que servirá de panfletagem política petista não investe na estrutura básica da polícia militar? Assuntos de foro cultural não devem ser da alçada do governo. Cabe ao governo zelar e investir mais na segurança das pessoas para terem seu direito constitucional garantido de ir e vir sem as ameaças dessa plebe rude de arruaceiros, bandidos, vagabundos, incendiários e baderneiros que fecham ruas e invadem shoppings centers. Então? Cine Belas Artes ou arruaceiros na cadeia? Eu fico com a segunda opção.